Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Câmara de São Caetano aprova criação de vagas para lactaristas e dá passo para redução da carga horária da categoria

Publicado: Terça, 06 de Dezembro de 2022, 09h08 | Última atualização em Quarta, 07 de Dezembro de 2022, 09h16 | Acessos: 105

A Câmara de São Caetano aprovou em primeiro turno nesta terça-feira, 6, a criação de vagas de empregos públicos permanentes de lactarista e auxiliar de primeira infância. O projeto, de autoria da prefeitura, cria 14 cargos de lactarista e 80 cargos de auxiliar de primeira infância. A matéria foi aprovada por unanimidade.

 

Em suas falas na tribuna após a votação do projeto, os vereadores Américo Scucuglia (PTB) e Bruna Biondi (Psol), afirmaram que a criação desses novos cargos, a serem preenchidos, de acordo com o texto do projeto, por concurso público, é um passo na direção da redução da carga horária das lactaristas, pauta tratada neste ano na Casa.

 

“Ao ver a chegada desse projeto, somada todas as discussões que a gente tem tido nessa Casa sobre o tema, a gente imagina que esse projeto vem, principalmente no que diz respeito às vagas para lactaristas, para cobrir uma possível redução da carga horária da categoria, que é uma demanda que marcou a nossa Casa Legislativa neste ano”, disse a vereadora.

 

“Esse projeto, a princípio, parece ser simples, mas é de suma importância porque ele realmente abre caminho para a redução da jornada das lactaristas para 36 horas”, afirmou Scucuglia.

 

Bruna também colocou que a redução da carga horária das profissionais traz uma melhora no próprio trabalho desempenhado pela categoria “Isso é importante para que a gente tenha uma melhor qualidade no trabalho dessas servidoras, para que a gente tenha uma garantia de uma melhor execução do trabalho”, apontou a parlamentar.

 

Américo disse que o projeto chegou para a Casa após o diálogo que houve entre as lactaristas e o Executivo municipal. O parlamentar também colocou que já foi iniciada uma conversa com os grupos de servente provedor e merendeiros, também voltada para a redução da carga horária desses grupos. “É um movimento sim para que a gestão pública olhe para a carga horária desses funcionários”, concluiu o vereador.

 

Ainda na ordem do dia, os vereadores discutiram e votaram outras 18 matérias de autoria dos parlamentares sul-caetanenses.

 

 

6/12/2022

 

 

 

Voltar

registrado em:
Fim do conteúdo da página